Quer se tornar palestrante, instrutor ou head trainer? Antes, leia isso!

texto sobre palestrante

Existem hoje, duas atividades que vêm atraindo muita atenção de grande parte das pessoas: coaching e palestras. O lado sombrio dessa história é que muitas pessoas se intitulam coach ou palestrante sem a capacitação necessária para isso, o que acarreta em duas situações indesejadas: estagnação e frustração com a atividade escolhida e péssimos serviços prestados aos contratantes. Abordando especificamente o universo das palestras, não há como formar um palestrante.

Repito: não existe curso de formação de palestrantes. Se tentarem vender um curso desses para você, saiba que é uma inverdade, o tal curso de formação de palestrantes. O que existe, é um curso de formação de comunicadores.

Eu mesmo, ministro um curso (POWER COMUNICAÇÃO) que oferece grandes capacitações nessa área, como quebra da fobia de falar em público, autoconhecimento, habilidade na conexão interpessoal, habilidade em oratória, formatação de apresentações, habilidade em frente às câmeras de vídeo e comunicação persuasiva.

Um ponto que deve ser ressaltado é que, a formação e competências adquiridas em um curso como esse que ministro, é essencial para o sucesso de um palestrante, mas não é tudo. Primeiramente, palestrante não é uma profissão, mas uma consequência da aquisição dos resultados em uma carreira, na vida, enfim, transferência de competências.

Um palestrante requisitado, geralmente, não vive de palestras, mas de uma atividade onde presta um excelente serviço e, consequentemente, acaba sendo convidado para compartilhar dos seus conhecimentos e resultados para que outros possam superar situações em busca dos seus próprios objetivos. Portanto, um palestrante de sucesso precisa reunir a habilidade da comunicação, um conhecimento específico diferenciado, uma metodologia própria e saber gerar resultado para a plateia. Vou analisar cada um desses componentes:

HABILIDADE NA COMUNICAÇÃO
Um palestrante precisa saber transferir congruência de ideias embutida em uma mensagem emocionante. Muitos pensam que comunicação é a transferência de informação. Grande equívoco!!! Comunicação é a transferência de emoção com uma informação embutida. É necessário a congruência de ideias de um Steve Jobs somada à emoção de um Martin Luther King. É através de um fator emocional que a informação se estabelece definitivamente na mente inconsciente das pessoas. Aprendemos por repetição e por emoção. Numa palestra, não há tempo para muitas repetições. Entender isso significa quebrar o padrão medíocre que encontramos no ensino em todas as esferas, com aulas, palestras, cursos e treinamentos monótonos que oferecem mais sono do que competências.

CONHECIMENTO ESPECÍFICO DIFERENCIADO
Um palestrante, via de regra, compartilha informações sobre seus resultados ao longo da sua vida profissional ou pessoal. Para que haja interesse em contratar alguém que possa agregar valor à maioria, esses resultados compartilhados precisam ser resultados que poucos conseguem alcançar. Você contrataria alguém para ensiná-lo a fazer algo que você já domina? Imagine um anúncio de uma palestra nesses termos: “Fulano de Tal, ensinará, em um evento único, como mastigar seu almoço antes de comer a sobremesa!!!” Sinceramente, você se interessaria? Lógico que exagerei no exemplo, no entanto, o fiz propositadamente, para deixar claro que um palestrante só terá sucesso se obtiver conhecimentos e resultados que a maioria não possui. Portanto, se você quiser atuar nessa área, tenha disposição para investir (e muito!!!) em cursos, livros e horas e horas de pesquisas sobre o assunto escolhido. Tenha três vezes mais conhecimento do que aquilo que abordará nas suas apresentações. Dessa forma, estará seguro para satisfazer as dúvidas da sua audiência.

METODOLOGIA PRÓPRIA
Quando cito metodologia própria, quero dizer sobre a originalidade com que transfere seu conteúdo, o que significa, originalidade do próprio conteúdo. Em outras palavras, a escolha entre ser algo diferente ou a cópia de alguém já estabelecido no mercado. O que você valoriza mais, as cópias ou os originais? Portanto, repito aqui, invista em conhecimento e colha resultados se quiser se tornar um grande palestrante.

GERAÇÃO DE RESULTADOS
Finalmente, você pode ser um transmissor de ideias ou de resultados. O que você valoriza mais, ideias ou resultados práticos e comprovados? Um palestrante precisa reunir todo seu conhecimento sobre o assunto que aborda, sua habilidade de comunicação, metodologia própria e proporcionar às pessoas, o “faça você mesmo”. Enfim, ensinar. Não basta duplicar conhecimento, é necessário criar sabedoria. Sabedoria é a transformação do conhecimento em resultados desejados. A assimilação do conteúdo desse post permitirá que você, ao optar por essa atividade no mundo das palestras, fuja das formações que não formam ninguém e da ilusão de que, basta falar bem para se tornar um palestrante.

Boa sorte!!! Que suas capacidades estejam prontas para as oportunidades que virão!!!

no replies

Leave your comment